X
Se você é lojista
Entre em contato com os nossos canais de venda
0800 14 5737
Se você é consumidor final
Entre em contato com nosso SAC para indicações
0800 707 3703
*Compras efetuadas em sites de terceiros
não são de nossa responsabilidade
NA TERCEIRA IDADE O SONO SE MODIFICA: QUAIS AS PRINCIPAIS ALTERAÇÕES?

Elas estão presentes nas melhores fases da vida dos netos. Protegem, orientam, jogam conversa fora durante horas a fio, contam histórias, e claro, ainda os enchem de mimos e carinho. Em muitos momentos, são elas, as avós, que também zelam pelo sono dos netinhos. Mas e o descanso delas? Será que em algum momento fica comprometido? Na terceira idade, existem alterações que fazem com que o sono das vovós seja diferente ou que exija mais atenção?

Segundo a Consultora do Sonoda Duoflex, Renata Federighi, o sono muda conforme o indivíduo vai envelhecendo. “Na terceira idade, a vontade de dormir tende a chegar mais cedo, a duração do sono diminui e, geralmente, acorda-se com mais frequência durante a noite”. Porém, toda essa mudança é normal e faz parte de um desenvolvimento biológico. Isso acontece porque a melatonina, hormônio responsável pela regularização do sono, tem o seu pico máximo de produção no ser humano aos 3 anos de idade e, com o envelhecimento, a sua liberação vai diminuindo. “Uma pessoa de 60 anos possui a metade de melatonina de um indivíduo com 20. Já aos 70 anos, os níveis são bem mais baixos, chegando, inclusive, a serem nulos em alguns casos”, explica.

Com o avançar da idade, há também outro aspecto relevante no que se refere ao sonocomo, por exemplo, o fato de ser mais fragmentado e menos profundo. “Nesta fase, a capacidade de dormir de forma contínua é menor. O sono é frequentemente interrompido por despertares noturnos, além de ser menos concentrado durante a noite e mais disperso durante o dia, ou seja, as vovós tendem a dormir várias horas pela manhã ou pela tarde”, esclarece a consultora.

Renata ainda ressalta que, nesta fase da vida, também devem ser levadas em consideração as alterações da estrutura óssea das vovós. “No que diz respeito à densidade e arquitetura, é indispensável manter o cuidado diário com a postura e adotar medidas saudáveis para dormir, a fim de evitar dores e maiores problemas nas regiões da coluna cervical e lombar”, complementa.

Mesmo com o padrão do sono diferenciado na melhor idade, é importante garantir que ele seja de qualidade, para que as avós despertem no dia seguinte dispostas e cheias de energia para a vida. Renata dá algumas dicas fundamentais para um repouso revigorante.

•  Programe atividades pela manhã e pratique exercícios físicos regulares, sempre sob orientação médica, para que se sinta mais cansada à noite. As atividades diárias regularizam o sono noturno;
•  Na hora de dormir, para que haja um descanso completo do corpo e da mente, é necessário silêncio e concentração. Além disso, mantenha sempre as luzes apagadas, pois na claridade a produção de melatonina e cortisol é interrompida, o que acaba por interferir na qualidade do sono e causar sensação de cansaço pela manhã;
•  O travesseiro, o colchão e até mesmo a temperatura do ambiente influenciam para um sono renovador. Portanto, na hora de dormir, utilize um travesseiro que complete exatamente o espaço compreendido entre a cabeça e o colchão (formando um ângulo de 90 graus no pescoço), alinhando assim toda a coluna com o tronco. Isso facilita a circulação sanguínea e permite que os estímulos elétricos sejam perfeitamente enviados pelo cérebro aos órgãos do corpo;
•  No caso de levantar várias vezes durante a noite para ir ao banheiro, mantenha iluminado o trajeto com uma luz baixa que, nestes casos, pode ser muito útil. Retire tapetes soltos, use chinelo com solado antiderrapante e não caminhe de meias. O risco de quedas e fraturas é muito grande nesta situação;
•  Deite sempre no mesmo horário, evite dormir por várias horas durante o dia ou à tarde ou ficar deitada na cama assistindo televisão. O ideal é ir para a cama somente na hora de dormir.

Compartilhe
© Duoflex 2018 - Todos os direitos reservados. Política de privacidade