X
Se você é lojista
Entre em contato com os nossos canais de venda
0800 14 5737
Se você é consumidor final
Entre em contato com nosso SAC para indicações
0800 707 3703
*Compras efetuadas em sites de terceiros
não são de nossa responsabilidade

O sono é essencial para o funcionamento das funções fisiológicas e psicológicas do organismo. Enquanto dormimos, o corpo produz hormônios e substâncias que desempenham papéis vitais, portanto eliminar esse descanso da nossa rotina compromete totalmente o equilíbrio do corpo. Para quem pratica exercícios físicos e utiliza o corpo como ferramenta de trabalho, a privação do sono pode significar queda no desempenho, com a apresentação de sinais de cansaço, agitação, alteração no humor, entre outros sintomas prejudiciais para os treinos e competições dos atletas.
Para Carolina Carmona de Oliveira, fisioterapeuta especializada em sono da Duoflex, um atleta precisa ter, além de uma boa alimentação, noites de sono de pura qualidade. “Todos nós precisamos ter um sono de qualidade para que possamos ter saúde e bem estar. No caso dos atletas, que utilizam seu corpo como ferramenta de trabalho, eles precisam ter uma rotina de noites bem dormidas para repor as energias gastas na prática do esporte”, explica.
Dormir mal aumenta a atividade da adrenalina no corpo, fazendo com ele permaneça em estado de alerta e estresse. O sono de qualidade começa com uma postura correta e bem alinhada. “O ideal é alinhar a coluna cervical com a lombar, melhorando a circulação sanguínea e facilitando os estímulos elétricos enviados pelo cérebro aos órgãos do corpo”, afirma a fisioterapeuta.
Para a fisioterapeuta, durante o sono perdemos o controle da musculatura da cabeça, portanto, para evitar problemas mais sérios na coluna, deve haver uma preocupação com a postura correta durante toda a noite. “O travesseiro correto e de suporte apropriado faz com que a postura de descanso favoreça a anatomia fisiológica da coluna, além de evitar torções e inflamações dos tecidos, que podem ser lesões extremamente prejudiciais para um atleta”, completa.
Segundo a fisioterapeuta, a posição mais indicada para se dormir é sempre de lado, em posição de decúbito lateral. Esta não pode ser confundida com a posição de fetal, onde se faz uma flexão exacerbada em toda a coluna vertebral, prejudicando-a com o passar dos dias. “Tanto faz se é do lado direito ou do lado esquerdo. Nesta posição deve-se usar um travesseiro para apoio da cabeça, em uma altura que se encaixe perfeitamente entre ela e o colchão, formando assim, um ângulo de 90 graus no pescoço e outro em os joelhos, que deverão estar preferencialmente semiflexionados”.
Dormir de forma inadequada pode ser prejudicial para qualquer pessoa, além de interferir no rendimento das atividades diárias, podem-se agravar processos como contraturas, osteoporose e má circulação. A privação de sono em longo prazo pode ser ainda mais grave e encurtar a expectativa de vida, desencadeando problemas metabólicos (como obesidade e diabetes), aumentando doenças cardiovasculares e diminuindo o rendimento físico e mental.
Alguns estudos indicam que o período de sono regular, de 8 horas por noite, melhora as funções cognitivas e faz com que a síntese de proteínas recupere as fibras musculares, tornando o indivíduo ainda mais preparado para o esporte, formando um ciclo de uma vida mais saudável.

Compartilhe
© Duoflex 2018 - Todos os direitos reservados