X
Se você é lojista
Entre em contato com os nossos canais de venda
0800 14 5737
Se você é consumidor final
Entre em contato com nosso SAC para indicações
0800 707 3703
*Compras efetuadas em sites de terceiros
não são de nossa responsabilidade

Conhecido e utilizado nas mais diversificadas receitas, considerado por muitas mulheres imprescindível para aliviar os sintomas de TPM, sendo fiel companheiro nos momentos de depressão ou tristeza, o chocolate é presença cativa na vida de grande parte das pessoas. Porém, o que poucos conhecem são os prejuízos que o consumo inadequado do alimento pode trazer ao organismo e, sobretudo, ao sono.

De acordo com um estudo da instituição americana National Sleep Foundation, o chocolate pode afetar a qualidade do descanso noturno, devido à quantidade de cafeína que traz em sua composição. A pesquisa demonstrou que a substância permanece no corpo por três ou quatros horas após o consumo, chegando a 12 horas dependendo do organismo. “A cafeína é uma substância estimulante do sistema nervoso central. Em doses moderadas, produz ótimo rendimento físico e intelectual, com aumento da capacidade de concentração e diminuição do tempo de reação aos estímulos sensoriais. Por outro lado, doses elevadas podem causar sinais perceptíveis de confusão mental, indução de erros em tarefas intelectuais, ansiedade, nervosismo, tremores musculares, taquicardia, zumbido e aumento do estado de vigília, comprometendo o sono”, explica a consultora do sono da Duoflex, Renata Federighi.

Ainda segundo a consultora, a quantidade de cafeína varia de acordo com cada tipo de chocolate. “Uma barra de chocolate ao leite de 450 gramas, por exemplo, contém 9 mg de cafeína. Pouco, se comparado a uma xícara de café normal, que possui cerca de 100 mg. Porém, ainda assim, é possível que o sono seja afetado, caso o indivíduo exagere no consumo. No caso do  chocolate amargo, a quantidade de cafeína ainda é maior. São aproximadamente 30 mg, o que equivale a uma xícara de chá instantâneo e um pouco menos que uma xícara de chá a granel” ressalta.

Para aqueles que não conseguem viver sem chocolate, Renata explica que, nessas situações, o ideal é ficar longe da guloseima, no mínimo, cerca de três ou quatro horas antes de dormir. “Este é o tempo necessário para que a cafeína não prejudique a qualidade do descanso”, alerta. Ela ainda destaca outros itens que, assim como o chocolate, também podem prejudicar o sono. “Além do café, chás pretos e refrigerantes a base de cola devem ser evitados”, alerta.

Além do cuidado com o consumo do chocolate antes do horário de dormir, a consultora dá algumas dicas para um descanso revigorante. Confira abaixo:

· Atenção à postura

A postura correta ao dormir é imprescindível para um repouso de qualidade. A posição mais aconselhável é a de lado. O ideal é usar um travesseiro para apoio, com uma altura que se encaixe perfeitamente entre a cabeça e o colchão, formando um ângulo de 90 graus no pescoço. Os joelhos devem estar semiflexionados com um travesseiro baixinho entre elas, a fim de evitar a rotação da coluna e os atritos entre os joelhos e os tornozelos;

· Silêncio e ambiente escuro

Mantenha o ambiente escuro. A claridade interfere na produção da melatonina, o hormônio que avisa o cérebro que já é hora de dormir. Além disso, evite atividades como assistir TV deitado na cama, utilizar o computador ou ficar horas jogando em celulares.

· Alimentos leves antes de dormir

Quanto maior a refeição noturna, maior a dificuldade de digestão. Portanto, alimente-se até 3 horas antes de ir pra cama e dê preferência a alimentos que ajudam a relaxar, dentre eles, alface, maçã, pepino, salsão e ervas, como a camomila e a cidreira. Alimentos ricos em triptofano, como banana, leite, queijo branco, abacate e soja, também ajudam a proporcionar noites bem dormidas, pois participam da formação da melatonina;

· Atividades relaxantes

Procure relaxar. Até três ou quatro horas antes de deitar faça alguns movimentos tranquilos de alongamento. Ao liberar a adrenalina, o exercício físico aquece e relaxa a musculatura, evitando lesões, dores musculares e problemas ortopédicos.

Sobre a Duoflex

Empresa 100% nacional, a Duoflex está presente há 25 anos no mercado, totalmente focada na produção de travesseiros de alta tecnologia, voltados para a saúde do sono. Lançou com exclusividade no Brasil a espuma especial viscoelástica NASA, além de ter sido a primeira empresa da América do Sul a fabricar travesseiros Natural Látex e a única a produzir os travesseiros de Altura Regulável. Recentemente colocou no mercado os travesseiros Gelflex e Nasalátex, reforçado sua imagem como empresa inovadora. Site: www.duoflex.com.br

Compartilhe
© Duoflex 2018 - Todos os direitos reservados