X
Se você é lojista
Entre em contato com os nossos canais de venda
0800 14 5737
Se você é consumidor final
Entre em contato com nosso SAC para indicações
0800 707 3703
*Compras efetuadas em sites de terceiros
não são de nossa responsabilidade

Apesar de existirem travesseiros que são laváveis, observa-se grande confusão, infinitas dúvidas e muitos enganos sobre como se deve lavar e secar os travesseiros.

Em primeiro lugar, deve-se apenas lavar os travesseiros, se puder garantir sua SECAGEM COMPLETA. Travesseiros são, por definição, feitos de materiais fofos, porosos, fibrosos, que absorvem água e umidade como verdadeiras esponjas, e depois de lavados, reterão grande quantidade de umidade no seu interior mesmo quando aparentemente ou superficialmente já estejam secos. Um teste fácil para comprovar a eficiência da secagem é pesar o travesseiro antes e depois de lavar. As pessoas ficarão espantadas com a diferença de peso, que indica a grande quantidade de água retida no travesseiro.

Um travesseiro, com o uso, acumula grande quantidade de umidade, gordura, pele descamada, suor e todas as outras secreções da cabeça (saliva, coriza, seborréia, lágrimas e cerume), além de perfumes, tinturas e cosméticos. Todo esse material orgânico se encontra em ambiente ideal de proliferação biológica, escuro, úmido e quente. Um travesseiro sem proteção antimicrobiana, com 6 meses de uso já contém cerca de 300 mil ácaros e após 2 anos, até 25% do seu peso é formado por ácaros vivos, mortos e suas fezes. Mesmo um travesseiro com tratamento, depois de certo tempo terá sobre suas fibras internas grandes acúmulos destes dejetos, o que diminui sua eficiência antimicrobiana.

Um travesseiro, antes de lavar, é como uma cidade, contendo diversos microorganismos diferentes, cujas quantidades estão em equilíbrio biológico. A lavagem elimina uma parte dos microorganismos, rompendo o equilíbrio, o que faz que os sobreviventes se multipliquem descontroladamente, ainda mais se a secagem for incompleta.

Para piorar, é usual cometer o erro de expor os travesseiros ao sol, pois a moradia dos ácaros e microorganismos não é a superfície, e sim o interior dos travesseiros. O sol é um excelente agente de sanitização superficial, pois os raios ultravioletas eliminam os microorganismos da superfície exposta. Por esse motivo temos o costume de expor roupas, lençóis e tecidos ao sol, eliminando mofo e odores desagradáveis.

Se o travesseiro for exposto ao sol, ocorre um aquecimento no seu interior, ambiente repleto de umidade, resíduos de pele, gordura e secreções da cabeça. A elevação de temperatura causa aumento acentuado da proliferação de ácaros, fungos e bactérias, além de acelerar a pulverização das fezes e cadáveres de ácaros, elementos altamente alergênicos. Além disso, a radiação ultravioleta oxida a superfície do material do travesseiro, deixando-a amarelada.

O ideal é sempre arejar e ventilar o travesseiro, protegido por uma fronha, sempre com luz indireta, e nunca expor ao sol. Essas medidas irão aumentar a saúde e a durabilidade do travesseiro.

  Recomendações:
•Certifique-se, primeiro, de que seu travesseiro é lavável;
•Somente lave o travesseiro se puder garantir a sua secagem completa;
• Recorte e guarde as instruções de uso e conservação da embalagem;
• Siga estritamente as instruções de lavagem;
•Dê preferência às lavanderias especializadas. As máquinas de uso doméstico podem não oferecer o desempenho necessário para a sua perfeita secagem;
•Não exponha o travesseiro ao sol. A elevação da sua temperatura interna causa o Aumento acentuado de ácaros, fungos e bactérias. A radiação ultravioleta também pode oxidar a superfície do travesseiro, deixando-a amarelada;
•O ideal é afofa e arejar diariamente o travesseiro, sob luz indireta e sempre protegido por uma fronha;
•Higienize o seu travesseiro a cada 6 (seis) meses, para não acumular resíduos

Procedimento para lavanderia:


HIGIENIZAÇÃO


Pré-lavagem
•  Nível de água baixo, temperatura ambiente, ciclo 05 minutos, pasta umectante
•  Enxágue, nível de água alto, temperatura ambiente, ciclo 05 minutos

Lavagem
•  Nível de água médio, temperatura ambiente, ciclo 15 minutos, detergente líquido (PH neutro)
•  Enxágue, nível de água alto, temperatura ambiente, ciclo 05 minutos
•  Nível de água alto, temperatura ambiente, ciclo 05 minutos, amaciante

CENTRIFUGAÇÃO
•  Tempo de ciclo de 05 minutos
•  Não colocar as peças dobradas dentro da máquina

SECAGEM
•  Temperatura máxima de 50ºC, tempo de ciclo, 05 minutos
• Estufa para secagem, temperatura aproximada de 30ºC, tempo de ciclo 180 minutos. Repetir o procedimento 06 vezes
•  Não passar a ferro, não limpar a seco, não remover manchas com solventes

OBSERVAÇÕES

• Durante o processo de lavagem, diminuir a ação mecânica colocando o travesseiro dentro de uma fronha ou saco de pano, o separado de outros artigos
•  No processo de centrifugação, não carregar a máquina de acordo com sua capacidade nominal, e sim, colocar as peças em sua lateral, para que não dobre ou deforme durante o processo
•  O processo de secagem deverá ser realizada por 06 vezes consecutivas, ou seja, secadora-estufa-secadora-estufa-secadora-estufa-secadora-estufa-secadora-estufa-secadora-estufa

Compartilhe
© Duoflex 2018 - Todos os direitos reservados