X
Se você é lojista
Entre em contato com os nossos canais de venda
0800 14 5737
Se você é consumidor final
Entre em contato com nosso SAC para indicações
0800 707 3703
*Compras efetuadas em sites de terceiros
não são de nossa responsabilidade

Uma das melhores sensações que podemos ter é aquele momento em que terminamos de realizar todas as pendências do dia e “pulamos” na cama, não é mesmo? É um misto de aconchego e relaxamento que gera um sentimento de satisfação.

O que muitos não sabem é que a escolha de um bom travesseiro e de um bom colchão são imprescindíveis para um sono de qualidade. Porém, mais do que proporcionar uma boa noite de sono, são responsáveis pela saúde do corpo e, principalmente, muito importantes para a proteção da sua saúde. Tudo porque eles podem esconder alguns perigos que você nem imagina. Vamos falar sobre isso?

Os perigos

Colchões e travesseiros mantém microclimas favoráveis ao surgimento de microorganismos: quente, úmido e repleto de secreções naturais que eliminamos durante a noite (suor, saliva, cerume, lágrimas, coriza e pele morta), além das artificiais, como cosméticos, perfumes, tinturas e maquiagem.

Para se ter uma ideia, com seis meses de uso um travesseiro já contém cerca de 300mil ácaros e, após dois anos, até 25% do seu peso é formado por ácaros e seus detritos. Mesmo um travesseiro com tratamento antiácaro, depois de certo tempo, terá sobre suas fibras internas um grande acúmulo de dejetos, o que diminui a sua eficiência antimicrobiana.

Juntamente com fungos e bactérias, os ácaros são os maiores causadores de alergia numa casa e depois de algum tempo, higienizar o travesseiro talvez já não seja o suficiente para garantir a integridade da sua saúde.

Sua coluna pede cuidado

Depois de algum tempo de uso, travesseiros e colchões sofrem uma conformação natural das suas células internas, que acabam alterando o seu suporte e a sua anatomia. Manchas e deformidades visíveis são indícios do término da vida útil, mas há outros sinais de desgaste que devem ser observados como cheiro desagradável, afundamento da região central, perda de suporte, dentre outros.

Portanto, preste atenção se o seu travesseiro está ocupando o espaço exato entre a sua cabeça e o colchão, e que seu pescoço está alinhado à sua coluna. Se ele estiver inclinando para baixo, já está na hora de trocar. Dores nas costas e a perda na qualidade do sono também podem ser indícios de que está na hora de trocar seu colchão.

Sinais de alerta

Já imaginou estar em contato direto com ácaros, fungos e bactérias todas as vezes em que você for descansar? Não tomar os cuidados necessários com o seu travesseiro ou colchão pode potencializar doenças alérgicas como: conjuntivite, eczema, asma, bronquite, dermatite, dentre outras.

Fique atento se você apresentar espirros ininterruptos, tosse, sensação de peito fechado, coceira na pele, corrimento e outros sintomas ao entrar em contato com o seu travesseiro ou colchão. Isso pode ser um sinal de alerta!

Cuidados a tomar

Existem alguns cuidados que você pode (e deve) tomar, para manter o travesseiro e o colchão em suas melhores formas e garantir um sono saudável.

·        Higienize

Antes de mais nada, você deve ler as informações contidas na embalagem do seu travesseiro, para identificar qual é a melhor maneira de higienizá-lo. Alguns modelos, por exemplo, necessitam ser lavados em lavanderias especializadas, pois as máquinas de uso doméstico podem não oferecer o desempenho necessário para sua completa secagem. Entretanto, certifique-se de irão fazê-lo da forma correta. E sempre que o lavar tenha o cuidado de secá-lo completamente, pois a umidade propicia a proliferação dos microrganismos.

Coloque o seu travesseiro sob luz indireta todos os dias para arejá-lo. Para isso, ele também deve estar protegido com uma fronha. Tome cuidado para não o expor diretamente ao sol. Apesar de ser um excelente agente sanitizador, o sol pode oxidar a espuma, deixando-a amarelada e ressecada. Além disso, a elevação da temperatura interna pode causar o aumento dos ácaros, fungos e bactérias e reduzir a sua vida útil.

Outro ponto importante para mantê-lo o mais limpo possível, é sempre usar capa protetora e trocar as fronhas, ao menos uma vez por semana.

Já, os colchões, em sua maioria, não devem ser lavados. Alguns modelos possuem revestimentos removíveis, que permitem uma higienização correta. Caso exista alguma mancha no revestimento, a orientação é lavá-lo em lavanderias especializas.

Na impossibilidade de removê-lo, o mais indicado é passar um pano ou esponja macia, com água fria e sabão neutro, e deixá-lo secar bem antes de colocar o lençol novamente. Nunca se deve utilizar o secador, pois o ar quente pode danificar a espuma. Além disso, é importante trocar os lençóis, pelo menos, uma vez por semana, e deixar o colchão arejar entre as trocas. E assim como no caso dos travesseiros, se o colchão absorveu umidade é recomendável colocá-lo em um ambiente arejado e ventilação, mas nunca exposto diretamente ao sol, por no máximo 30 minutos.

·        Troque periodicamente

Poucas pessoas sabem, mas travesseiros e colchões possuem prazo de validade! Mesmo com todos os cuidados necessários, por questões de saúde o indicado é realizar a troca a cada dois anos.

Realizar a troca é fundamental para garantir a saúde do seu sono, e também a sua saúde como um todo.

Se você não dá a devida importância para a escolha do seu travesseiro e do seu colchão e aos cuidados que deve tomar em seu tempo de uso, é hora de repensar e começar a ter mais cuidado.

Uma dica legal ao comprar um travesseiro Duoflex é entrar nesse link preencher o formulário, que a empresa lhe comunicará quando for a hora da troca. Este procedimento, além de ser simples, colabora para a manutenção da qualidade do sono e da sua saúde!

Compartilhe
© Duoflex 2018 - Todos os direitos reservados